Dia do Esportista – Bate-papo com Allan do Carmo

A poucos meses das Olimpíadas, conversamos com um dos maiores esportistas brasileiros da atualidade, o baiano Allan do Carmo. Começamos nosso bate-papo perguntando como ele se sentia, às vésperas desse grande evento esportivo e ele disse estar “feliz pela oportunidade de poder participar de uma Olimpíada, ainda mais por ser no Brasil”. Disse também estar feliz por ter se classificado na primeira seletiva, entre os 10 primeiros, mas que entende que o momento é de foco, de concentração, de abdicações, de energia concentrada para a preparação.

Mas antes das Olimpíadas Allan lembra que há outras competições para enfrentar: duas Etapas da Copa do Mundo, em Abu Dhabi e na Hungria, 2ª Etapa do Campeonato Brasileiro e o Campeonato Americano. Haja energia!

Por isso mesmo sua maratona diária começa cedo. Às 5h da manhã já está de pé, pois tem preparação física das 6h às 7h. Na sequência entra em cena seu treinador, Carlos Rogério Arapiraca, que há muito faz parte da história de sucesso do esportista. No final da tarde, treino novamente, todos os dias da semana! Acha muito? Entre um treino e outro ele ainda precisa achar tempo para Fisioterapia desportiva (que previne lesões), mais preparação física, psicólogo e aulas de inglês. Aqui na Bios Saúde ele já fez Pilates, para orientação postural e fortalecimento muscular das áreas menos trabalhadas pela Natação, o que está sendo suprido agora pela Fisioterapia Desportiva, com Arivan Gomes.

O Dr. Eduardo Teixeira, da equipe Bios saúde, o acompanha desde o início da carreira. Allan do Carmo fala sobre a importância de estar em contato médico constante: “é através dos exames que temos informação de como anda meu corpo, como melhorar o meu desempenho, adequar a minha alimentação, se há muito desgaste, se há treino excessivo… ele é um indicador importante para o melhoramento de minha performance.”

Seu acompanhamento nutricional é quase diário, segundo ele, e para isso vale até mesmo o uso das mídias sociais, com fotos para Daniel Cady, seu nutricionista, seguir tudo. Como gasta muita energia, também precisa consumir muito, mas a alimentação é bem balanceada. Dividida em várias refeições, 6 ao dia, mais suplementações. “Minha alimentação precisa ter qualidade. Consumo muitas raízes, sucos de frutas concentrado, arroz integral e proteínas de carnes magras, por exemplo. Açucares e gorduras são preteridos”, comenta ele.

Questionado sobre a competição mais difícil que você já enfrentou, ele pensa um pouco e diz ter sido o Mundial de Kazan, quando houve a primeira seletiva olímpica que elegeu os 10 primeiros atletas de Maratonas Aquáticas para a copa, e lógico, ele ficou entre esses 10! “No Mundial de Cazan todos os participantes eram atletas em sua melhor performance, afinal tratava-se de uma seletiva olímpica”. Em junho haverá outra seletiva, que vai definir mais 15 atletas.

Allan, que começou sua carreira no circuito baiano, e só na Travessia Mar Grande Salvador acumulou 6 títulos de campeão, dá dicas para os esportistas que estão começando: “Treinar diariamente, a natação é um esporte complexo e precisa de treino diário. A participação nas provas do circuito baiano também são estimulantes. É preciso ter uma boa alimentação e não esquecer do necessário descanso. Costumamos falar que “o treino destrói e o sono constrói”, o sono é importante para o corpo se regenerar”.

Muito trabalho, uma boa equipe, e o sagrado descanso: eis o segredo de sucesso desse jovem esportista! Boa sorte, Allan, estamos na sua torcida, sempre!

Dia do Esportista – Bate-papo com Allan do Carmo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>